Inteligência Artificial e o Direito: o que está por vir

Inteligência Artificial e o Direito: o que está por vir

*Ulisses Augusto Bittencourt Dalcól

O Direito, como conhecemos hoje, é uma pequena evolução daquele sistema que já vinha de um bom tempo. O papel, o processo e os procedimentos foram utilizados até recentemente, tornando a Justiça lenta, abarrotada e ineficaz.

O peticionamento era burocrático, complexo, ineficiente e demorado, pois havia o deslocamento do advogado até o juízo onde deveria protocolar sua petição e aguardar sua distribuição.

Os processos eram, então, remetidos aos cartórios que os distribuíam em prateleiras e cada um tinha um sistema de identificação de notas, petições e processos aguardando conclusão.

Buscando dar celeridade é que foi introduzida a primeira mudança tecnológica no sistema legal brasileiro, em 2006, com o advento da Lei n.º 11.419, que dispõe sobre a informatização do processo judicial. Essa informatização foi debatida e introduzida com o único propósito de acelerar os processos, algo que não deu muito certo, pois vale lembrar que os procedimentos ainda são os mesmos.

Foi uma boa ideia, mas que deixou muitos colegas para trás, com tribunais adotando critérios e métodos diferentes de acesso, sistemas complexos e com muitos erros, sendo esse início um marco para separar os advogados que abraçaram a tecnologia, daqueles que perdiam espaço nessa nova realidade. Aqui está a verdadeira função da capacitação, que é preparar não para o agora, mas para o futuro.

O que vem se falando muito é da Inteligência Artificial e como ela pode ser útil ao Direito. Mas ninguém aponta um caminho ou aprofunda o tema, muito pelo desconhecimento, muito por interesse próprio.

Claro que a IA pode substituir, hoje, tarefas simples; já existem outras, um pouco mais complexas que podem substituir um advogado, por exemplo. Veja o sistema criado pela empresa de Israel, LawGeex. Ele é um sistema de revisão de contratos, sem qualquer interação humana ele determina se um contrato está de acordo com as diretrizes de sua empresa. Reduz custo e tempo para um escritório. Esse é um excelente exemplo de IA em simbiose com o Direito.

Mas, e pensando mais a frente, se houver um sistema como esse que possa oferecer argumentos, interagir com juízos, oferecer cenários ilimitados a premissas? É possível? Sim. Evidente que tudo tem um certo risco em ser adotado, em especial com a tecnologia de adulteração de fotos e vídeos aumentando e chegando a perfeição em alguns anos.

Tudo isso é relacionado ao Direito, podemos estar à frente de provas lícitas e ilícitas que poderão ser analisadas por um software que oferece argumentos para um júri ou juiz. Como determinar a idoneidade desses fatos? Tudo isso traz novos desafios à IA e sua adoção no Direito.

Há um projeto da IBM o “Project Debater”, nele o computador ouve um argumento humano e procura, através de milhares de ciclos e cálculos, rebater esse argumento com a geração de um novo. Sim, algo parecido como nós advogados, procuradores, promotores e juízes, ou qualquer pessoa faz durante um debate, análise ou conversa.

Não é preciso esperar o futuro para ver a Inteligência Artificial em uso em cortes pelos Estados Unidos. Em alguns estados as audiências que tratam de fiança, o juiz recebe o resultado de uma pontuação baseada no risco de fuga do condenado, o perigo oferecido à sociedade se o mesmo estiver nas ruas, além de outros fatores, podendo fundamentar sua decisão entre determinar um valor para a medida ou mesmo sobre a possibilidade do deferimento dela.

A Inteligência Artificial é apenas uma das mais variadas tecnologias a dispor do Direito e estar preparado para elas é uma necessidade para aqueles que querem se destacar e ter uma carreira de sucesso no Direito, seja no Brasil, seja pelo mundo.

*Ulisses Augusto Bittencourt Dalcól é advogado formado pela Universidade Ritter do Reis no Rio Grande do Sul e Diretor da Agência de Comunicação DESCOMPLICA em Curitiba, gerenciando a área de TI.

Mercado de telefonia móvel pertence às grandes empresas, mas cenário pode mudar, revela Empresômetro

Mercado de telefonia móvel pertence às grandes empresas, mas cenário pode mudar, revela Empresômetro

Exploração do segmento conta também com empresas de prestação de serviços

Setembro de 2019 – O Brasil é um país que conta hoje com mais de 228 milhões de aparelhos de telefonia celular, uma média de 1,12 aparelho por habitante, segundo dados da Agência Nacional de Telecomunicações – Anatel.

Em seu mais recente levantamento, o Empresômetro, empresa brasileira especialista em inteligência de mercado, afirma que são mais de 1.900 empresas no setor de exploração de serviço de telefonia móvel celular e que movimentam mais de 100 bilhões de reais por ano.

Dentre todas essas empresas, estão presentes as maiores concessionárias de telefonia móvel do país e suas filiais, que somadas perfazem quase o total das empresas do setor, por volta de 75%.

De acordo com o levantamento do Empresômetro, as demais empresas são pequenos fornecedores de comunicação, vendas de linhas e oficinas de reparos de aparelhos cadastradas sob a atividade de telefonia celular.

Sinal de crescimento

O setor cresceu bastante nos últimos anos. Para se ter uma ideia, 100% dos munícipios estão cobertos por algum serviço de telefonia móvel, aumentando a venda das linhas telefônicas por pequenos agentes autorizados e o conserto de aparelhos em oficinas que trabalham somente com esses eletrônicos.

“É um mercado que tende a crescer ainda mais no futuro. A tecnologia já torna mais fácil uma pequena empresa concorrer com grandes multinacionais em muitos setores, na telefonia celular não será diferente. O mesmo ocorre com os aparelhos, cada vez mais avançados, carecem de rede de assistência especializada, pois são diversas marcas, uma vez que a tecnologia para sua produção foi difundida entre os fabricantes e hoje já não pertence a poucas e grandes empresas”, afirma o CEO do Empresômetro, Otávio do Amaral.

Em números, temos a região Sudeste com quase 46% das empresas do setor, seguida pela região Sul, com 17% e pela região Nordeste, com 16%. Veja todas as regiões do Brasil no quadro abaixo.

 

CNAE 6120-5/01 TELEFONIA MÓVEL CELULAR
RegiãoEmpresas
Sudeste           906
Sul           341
Nordeste           321
Centro-Oeste           202
Norte           194

 

Tratando de cidades, além dos maiores centros do país, São Paulo e Rio de Janeiro, os destaques são Campinas, Fortaleza e Recife.

 

CNAE 6120-5/01 TELEFONIA MÓVEL CELULAR
CidadeEmpresas
SÃO PAULO           169
RIO DE JANEIRO           114
BRASÍLIA              53
PORTO ALEGRE              49
GOIÂNIA              44
BELO HORIZONTE              42
CAMPINAS              38
FORTALEZA              36
RECIFE              32
MANAUS              30

 

“Mesmo sendo um setor que ainda tem grandes oportunidades para grandes ou pequenas empresas, como todo serviço que tem relação estreita com a tecnologia, aqueles empresários e corporações que não investirem nisso se tornarão obsoletos em pouco tempo e consequentemente se verão obrigados a deixar o mercado”, observa Amaral.

SOBRE O EMPRESÔMETRO                                                                                         

O Empresômetro é uma empresa que oferece soluções de mercado B2B para toda empresa que almeja crescer com inteligência. Oferta soluções que utilizam a mais alta tecnologia da informação, garantindo segurança na tomada de decisão de gestores de grandes empresas, como também proporciona conhecimento de mercado para pequenas e médias empresas através da ferramenta online, Empresômetro Listas.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (41) 2117-7300 ou pelo site www.empresometro.com.br.

Atendimento à imprensa – Descomplica Agência de Mídias

Janaína Fogaça – jana@agenciadescomplica.com.br

Ulisses Dalcól – ulisses@agenciadescomplica.com.br

Fone: 41 9 9692.4573 – 41 3030-4480

Facebook/Instagram: @agenciadescomplica

Website: www.vempradescomplica.com.br

Observatório de Governança Tributária revela que quase 25% das empresas listadas na Bolsa de Valores estão em débito com a Receita Federal do Brasil

Observatório de Governança Tributária revela que quase 25% das empresas listadas na Bolsa de Valores estão em débito com a Receita Federal do Brasil

Tradicional estudo do IBPT – Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação traz dados sobre a governança corporativa e tributária das empresas listadas na BV

Setembro de 2019 – Em recente estudo o IBPT – Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação identificou que, mesmo com obrigações além das previstas em lei, das 424 empresas listadas na Bolsa de Valores, quase 25% delas estão inscritas em dívida ativa, isto é, têm débitos com a Receita Federal do Brasil.

Esses números levam em conta apenas as empresas que não discutiram, recorreram ou parcelaram os lançamentos efetuados pelo órgão estatal de arrecadação.

Foi no Observatório de Governança Tributária, órgão criado pelo IBPT para analisar e desenvolver estudos sobre a gestão tributária das empresas, bem como detectar fragilidades ou eficiência na governança tributária que possam resultar em prejuízos ou ganhos do mercado, das empresas e dos investidores, que o estudo sobre Governança Tributária das empresas listadas na Bolsa de Valores vem, desde 2009, mostrando que ainda há muito a ser feito no que diz respeito a gestão tributária.

O que causa certo espanto é que 44,76% das empresas listadas na Bolsa têm algum nível de governança corporativa. São presentes em listas especiais, como o Novo Mercado, que estabeleceu desde sua criação um padrão de governança corporativa altamente diferenciado. A partir da primeira listagem, em 2002, ele se tornou o padrão de transparência e governança exigido pelos investidores para as novas aberturas de capital.

Segundo o estudo: “as empresas classificadas como Nível 1 de Governança Corporativa foram as que tiveram maior participação nas empresas listadas da Dívida Ativa da União, ou seja, 42,31% das empresas do Nível 1 de Governança Corporativa, da Bolsa de Valores, estão relacionadas na Dívida Ativa da União”.

Comparando às edições passadas do estudo, houve um aumento das empresas em dívida ativa que estão negociando seus papéis na Bolsa de Valores. Em 2018 o percentual era de 21,40%, passando para 24,76% em 2019.

Somente em 2011 o cenário foi diferente, naquela oportunidade, de um total de 537 empresas listadas na Bolsa de Valores, 11 empresas, ou 2,05% das empresas listadas na Bolsa de Valores tinham débitos tributários inscritos na Dívida Ativa da União.

Os Estados com mais empresas em dívida ativa listadas na Bolsa são da região Sudeste. Em primeiro lugar está São Paulo com 47 empresas, seguido por Rio de Janeiro com 16 e Minas Gerais com 10.

Energia elétrica, transportes e intermediários financeiros são as atividades mais exercidas pelas empresas em dívida ativa, listadas na BV, segundo o estudo do IBPT.

Para o presidente do Conselho Superior do IBPT e coordenador do estudo, advogado Gilberto Luiz do Amaral, “esses números mostram que ainda há muito o que ser feito pelas maiores empresas brasileiras em termos de governança tributária. É de fundamental importância que as empresas se preocupem mais com a ética, transparência, consistência e estrita legalidade”, afirma.

Todos esses dados podem ser utilizados pelas empresas em suas estratégias tributárias, e o IBPT irá fornecer o estudo na íntegra que será discutido num Webinar no dia 18 de setembro, quarta-feira, às 20h. Para baixar o estudo e se inscrever no evento, use o link: https://tinyurl.com/estudogovernanca

Sobre o IBPT

O Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação – IBPT atua desde 1992 na área de inteligência tributária ao realizar pesquisas, estudos e análises para gerar conhecimento e esclarecer a população sobre o complexo sistema tributário brasileiro. Ao mesmo tempo, vem transmitindo informações e dando consultoria estratégica sobre carga tributária setorial, implementando sistemas de governança tributária e desenvolvendo ferramentas e métodos a fim de incrementar a lucratividade das empresas. Seus projetos sociotecnológicos tem ampla utilização, como o Impostômetro, De Olho No Imposto, Lupa Nas Compras Públicas e Empresômetro.

Mais informações podem ser obtidas pelo site: http://www.ibpt.org.br ou pelo telefone (41) 2117-7300.

Atendimento à imprensa – Descomplica Agência de Mídias

Janaína Fogaça – jana@agenciadescomplica.com.br

Ulisses Dalcól – ulisses@agenciadescomplica.com.br

Fone: 41 9 9692.4573 – 41 3030-4480

Facebook/Instagram: @agenciadescomplica

Website: www.vempradescomplica.com.br

Decisão proferida pelo Superior Tribunal de Justiça exclui crédito presumido de ICMS na base de cálculo do IRPJ e da CSLL

Decisão proferida pelo Superior Tribunal de Justiça exclui crédito presumido de ICMS na base de cálculo do IRPJ e da CSLL

Escritório especializado em Direito Tributário obtém decisão favorável a empresas em todo o país

Setembro de 2019 – Em decisão proferida no dia 02 de setembro, o Ministro Sérgio Kukina, do Superior Tribunal de Justiça, acolheu, em juízo de retratação, tese do escritório Amaral, Yazbek Advogados, já em agravo interno apresentado contra decisão em embargos de divergência que não tinha acatado os argumentos em defesa de seu cliente.

A ação, um Recurso Especial de nº 1.537.026 (REsp nº1.537.026), tratando da base de cálculo do IRPJ – Imposto de Renda Pessoa Jurídica e da CSLL – Contribuição Social sobre Lucro Líquido, além dos efeitos tributários e ressarcimento de valores, teve decisão favorável na exclusão do crédito presumido de ICMS – Imposto sobre Circulação de Mercadorias e prestação de Serviços na base de cálculo do IRPJ e da CSLL.

Segundo o entendimento do escritório: “os valores referentes a Benefícios Fiscais, em especial o REINTEGRA e o CRÉDITO PRESUMIDO DE ICMS, não devem integrar a base de cálculo do IRPJ e da CSLL por não se caracterizarem como lucro da pessoa jurídica, mas, sim, como incentivo estatal para que a atividade do contribuinte seja melhor desempenhada”.

Esse argumento fora embasado por decisão no REsp de nº 1.210.941/RS, que excluiu o crédito presumido do IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados da base de cálculo do IRPJ e da CSLL.

“Seria um contrassenso não haver mesmo entendimento quanto à figura tributária que também não perfaz lucro da pessoa jurídica, no caso o crédito presumido de ICMS”, diz advogada tributarista da Amaral, Yazbek Advogados, Letícia Mary Fernandes do Amaral.

O argumento fundamental foi apontar como incentivo fiscal e não lucro da empresa o crédito presumido de ICMS. Como ação fomentadora do negócio na região, não há de se falar em lucro, e sim atribuição de incentivar a economia local e nacional, sem a intervenção de outros entres federativos ou da própria União.

Como é relatado pelo Ministro Kukina “se o propósito da norma consiste em descomprimir um segmento empresarial de determinada imposição fiscal, é inegável que o ressurgimento do encargo, ainda que sob outro figurino, resultará no repasse dos custos adicionais às mercadorias, tornando inócua, ou quase, a finalidade colimada pelos preceito legais, aumentando o preço final dos produtos que especifica, integrantes da cesta básica nacional”.

O impacto para as empresas pode não parecer grande, mas a decisão traz consigo o condão de estabelecer um novo valor a ser ressarcido a elas pela União, além de fortalecer o entendimento quanto à composição da base de cálculo do IRPJ e da CSLL.

Sobre Amaral, Yazbek Advogados

Criado em 1985, o escritório Amaral, Yazbek Advogados (AY) consolidou sua tradição e expertise na advocacia tributária, contenciosa e consultiva. Foi pioneiro em aliar sua alta especialização na área às peculiaridades de outros ramos do direito e de determinados setores econômicos, tal como o de praticagem. Como consequência de profundo estudo sobre direito, tecnologia e inteligência de negócios, lançou o conceito de Direito da Inteligência de Negócios como sendo o alicerce entre o direito e o mundo empresarial.

 

Com uma visão estratégica e atuação nacional, o escritório se diferencia também pela prestação de serviços de Governança Jurídica, com enfoque nas áreas Tributária e Empresarial, o que abrange diagnóstico, planejamento e assessoria completa aos seus clientes.

 

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 41 3595-8300 ou pelo site http://ayadvogados.com.br

 

Atendimento à imprensa – Descomplica Agência de Mídias

Janaína Fogaça – Jana@agenciadescomplica.com.br

Ulisses Dalcól – ulisses@agenciadescomplica.com.br

Fone: 41 9 9692.4573 – 41 3030-4480

Facebook/Instagram: @agenciadescomplica

Website: www.vempradescomplica.com.br

Quase 30% de novas empresas foram abertas somente no segundo semestre do ano

Quase 30% de novas empresas foram abertas somente no segundo semestre do ano

Os meses de julho e agosto somam mais de 500 mil novos negócios em todo o país

Setembro de 2019 – O Brasil é um país que já abriu mais de dois milhões de novos negócios somente em 2019. Dados do Empresômetro, empresa especializada em inteligência de mercado, mostram que o brasileiro investe bastante no empreendedorismo e quer ter seu lugar ao sol.

Dessas mais de duas milhões de novas empresas, quase 30% foi aberto somente no segundo semestre do ano (julho e agosto), um total de 564.896 negócios.

“Quando analisamos os dados, temos certeza que a maior parte desses negócios é de pequeno ou médio porte e vive diariamente os maiores desafios  de qualquer empresa: a economia incerta, custos com pessoal e insumo, redução do consumo per capita e o temido problema com fluxo de caixa”, diz o empresário e CEO do Empresômetro, Otávio Amaral.

Pelos dados do Empresômetro, no quadro abaixo, fica claro como o empresário inferiu que são pequenos negócios. Lojas de roupas, cabeleireiros, promoção de vendas, até mesmo obras de alvenaria são atividades que vêm sendo ocupadas, em sua maioria, por microempreendedores individuais e pequenas empresas.

 

TIPO DE ATIVIDADE EMPRESARIALABERTURAS AGOSTO 2019
4781400 – COMÉRCIO VAREJISTA DE ARTIGOS DO VESTUÁRIO E ACESSÓRIOS15691
9602501 – CABELEIREIROS14718
7319002 – PROMOÇÃO DE VENDAS12160
4399103 – OBRAS DE ALVENARIA9507
5620104 – FORNECIMENTO DE ALIMENTOS PREPARADOS PREPONDERANTEMENTE PARA CONSUMO DOMICILIAR6816
5611203 – LANCHONETES, CASAS DE CHÁ, DE SUCOS E SIMILARES6319
5611201 – RESTAURANTES E SIMILARES5938
8219999 – PREPARAÇÃO DE DOCUMENTOS E SERVIÇOS ESPECIALIZADOS DE APOIO ADMINISTRATIVO NÃO ESPECIFICADOS ANTERIORMENTE5740
9700500 – SERVIÇOS DOMÉSTICOS4719

 

Outro dado que chamou a atenção foi relacionado ao serviço de táxi. Com uma média de 1.900 formalizações por mês, é uma atividade que vem crescendo mesmo com a concorrência dos aplicativos de transporte.

Mesmo com todas as dificuldades vividas pelos empreendedores brasileiros, a média de aberturas de novas empresas é de mais de 258 mil por mês.

“Com algumas das reformas propostas para o Brasil, é possível que a onerosidade de um negócio seja reduzida, aumentando o fluxo de caixa, bem como o investimento em setores que ainda são pouco explorados no país”, diz Amaral.

Ainda que haja empecilhos, é inegável a facilidade encontrada hoje em formalizar um negócio. As mais de duas milhões de empresas abertas nesse ano estão aí para provar isso.

Mas é preciso empenho, conhecimento e análise de dados, principalmente da concorrência e do mercado que deseja explorar, para ter sucesso e um negócio sustentável em pouco tempo.

Veja abaixo os 10 negócios mais abertos pelos brasileiros no ano de 2019.

4781400 – COMÉRCIO VAREJISTA DE ARTIGOS DO VESTUÁRIO E ACESSÓRIOS114244
9602501 – CABELEIREIROS109685
7319002 – PROMOÇÃO DE VENDAS82051
4399103 – OBRAS DE ALVENARIA69685
5611203 – LANCHONETES, CASAS DE CHÁ, DE SUCOS E SIMILARES47802
5620104 – FORNECIMENTO DE ALIMENTOS PREPARADOS PREPONDERANTEMENTE PARA CONSUMO DOMICILIAR45370
8219999 – PREPARAÇÃO DE DOCUMENTOS E SERVIÇOS ESPECIALIZADOS DE APOIO ADMINISTRATIVO NÃO ESPECIFICADOS ANTERIORMENTE41301
5611201 – RESTAURANTES E SIMILARES39536
4712100 – COMÉRCIO VAREJISTA DE MERCADORIAS EM GERAL, COM PREDOMINÂNCIA DE PRODUTOS ALIMENTÍCIOS – MINIMERCADOS, MERCEARIAS E ARMAZÉNS35861
9602502 – OUTRAS ATIVIDADES DE TRATAMENTO DE BELEZA34353

Maior evento de batata frita do mundo se torna tradição em Curitiba

Maior evento de batata frita do mundo se torna tradição em Curitiba

Open Freetas® nasceu de uma reunião de família e já faz parte do calendário oficial de eventos da capital paranaense

Setembro, 2019 – Parecia brincadeira, mas uma reunião entre amigos dentro da casa do empresário curitibano Igor Bueno, se tornou febre na capital paranaense e é, atualmente, o maior evento de batata frita liberada do mundo.

“Quando os amigos se reuniam lá em casa, era ‘batata’. Não podia faltar batata frita. Minha avó ia para a cozinha e servia, em grandes porções, aquela que é a iguaria preferida da maioria das pessoas”, conta Bueno.

Da cozinha de casa para o mundo

A batata era realmente perfeita, segredo de cozinheira que a avó materna de Bueno, Marilene da Silva Moraes, de 68 anos, guarda a sete-chaves. “As pessoas que frequentavam a nossa casa diziam que a batata era boa demais, e por conta disso, deveríamos vender”, conta Marilene.

A batata de dona Mari, como é carinhosamente chamada, saiu da cozinha de casa e ganhou o mundo. Já em sua primeira edição, em 2017, o evento Open Freetas® teve a adesão de mais de mil e quinhentas pessoas, na segunda edição, em 2018, foram mais de mil e setecentos participantes. E o sucesso foi tanto, que o evento rompeu barreiras. “Recebemos contatos de pessoas de mais de 30 países que estavam acompanhando o evento pelas redes sociais e torcendo para que um dia chegássemos até eles. Quem sabe, né?”, conta o empresário animado.

Mas nem tudo foram flores na jornada de Igor Bueno. O jovem empresário, de 26 anos, sempre buscou inovar, desde que descobriu, aos 16 anos, a paixão por organizar eventos. “Em oito anos, entre trabalho convencional e um sonho, tentei organizar cerca de 30 eventos de vários formatos, com diversos tipos de atrativos. Em uma capital onde temos grandes produtoras, organizar os mesmos tipos de eventos já realizados e obter sucesso era praticamente impossível, levando em conta que eu sempre trabalhei sem apoio ou patrocinadores”, lembra.

Depois de várias tentativas frustradas, em um almoço com a família, degustando as famosas batatas fritas da avó, Bueno, sem perspectivas para um novo evento falou, em tom de ironia: “Será que teremos de criar um open de batatas fritas pra dar certo?”. Dito e feito. Estava criado o Open Freetas®.

Foi aí que o trabalho começou de verdade. Para testar a viabilidade do projeto, o empresário começou a convidar os amigos mais próximos para pequenos eventos, principalmente para descobrir se era viável organizar um evento deste tipo. “Vimos que a cada final de semana organizado, mais pessoas apareciam, o que me deixou muito empolgado quanto a um possível evento oficial”, lembra.

A procura da batata perfeita

Assim que o empresário resolveu materializar o evento, percebeu que faltava o principal: o nome. “Precisava de uma marca que fizesse referência à batata frita. Depois de muito pensar decidi registar o nome do negócio como Freetas. Primeiro pela similaridade com a palavra “fritas”, em segundo lugar por fazer referência ao termo “free”, e como se trata de um evento com batatas liberadas, o nome casou”, destaca.

A avó de Igor, detentora da receita da batata perfeita, não imaginava que as batatinhas que ela descascava, cozinhava e fritava com tanto carinho para os netos se transformaria no maior festival de batatas fritas já visto no mundo.

“Hoje, posso dizer que ainda temos um caminho muito longo a trilhar, mas após tantos anos de quedas, perdas, desilusões, encontramos a felicidade em algo que nos dá muito prazer em fazer”, conta o empresário, que finaliza: “Posso afirmar com toda a certeza do mundo, nós servimos a todos os participantes do evento com o mesmo carinho que minha avó sempre serviu as batatas dela no almoço de domingo”.

Tá liberado

A terceira edição do Open Freetas® acontece no dia 15 de setembro, domingo, do meio-dia às 20h, no Clube Três Marias. Serão oito horas de batata frita e espetinhos gourmet liberados.

O evento conta ainda com estrutura exclusiva para crianças, ofertando espaço kids, para que os pais fiquem despreocupados e possam curtir o festival enquanto as crianças brincam acompanhadas por monitores altamente treinados, além de participarem de um workshop culinário infantil.

Também durante a programação, acontece a 1ª Edição do Freetas® Comedy Cup.

Open Freetas® acontece no próximo dia 15 de setembro, domingo, a partir do meio-dia, no Clube Três Marias – Av. Três Marias, 274 – São Braz. Os ingressos podem ser adquiridos pelo site https://tinyurl.com/openfreetas ou no dia e local do evento.

Atendimento à imprensa – Descomplica Agência de Mídias

Janaína Fogaça – jana@agenciadescomplica.com.br

Ulisses Dalcól – ulisses@agenciadescomplica.com.br

Fone: 41 9 9692.4573 – 41 3030-4480

Facebook/Instagram: @agenciadescomplica

Website: www.vempradescomplica.com.br

Com 25% do mercado, Nordeste é destaque em oficinas de reparação e manutenção de motocicletas

Com 25% do mercado, Nordeste é destaque em oficinas de reparação e manutenção de motocicletas

Dados do Empresômetro desenham o setor da reparação de veículos automotores no Brasil

Agosto de 2019 – A reparação de veículos e motocicletas é um negócio rentável  em um mundo com um carro para cada 7 pessoas. Isso mesmo, são mais de 1 bilhão de veículos espalhados por todos os continentes.

Somente no Brasil, segundo o IBPT – Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação, são mais de 65 milhões de veículos, entre leves e pesados  e aqui a média é ainda maior, é um carro para cada 3 habitantes.

Em se tratando de oficinas, até que os números não são tão elevados. Avaliando os últimos dados fornecidos pelo Empresômetro, empresa de inteligência de mercado, vê-se que com uma média de 12,7% na abertura desses negócios desde 2014, hoje estão em atividade no mercado de reparação de veículos mais de 209 mil empresas.

“Desses, mais de 177 mil são oficinas de carros, sendo o restante empresas especializadas em reparação e manutenção de motocicletas, estas últimas com grande concentração nas regiões Sudeste e Nordeste, 40,5% e 25,24% respectivamente”, esclarece o CEO do Empresômetro, Otávio Amaral.

 

CNAE 4520-0/01 Serviços de manutenção e reparação mecânica de veículos automotores CNAE 4543-9/00 Manutenção e reparação de motocicletas e motonetas
RegiãoEmpresasRegiãoEmpresas
Sudeste                         89.785 Sudeste             13.097
Sul                         38.444 Nordeste               8.149
Nordeste                         23.820 Sul               4.962
Centro-Oeste                         17.991 Norte               3.051
Norte                           7.582 Centro-Oeste               3.023

 

CNAE 4520-0/01 Serviços de manutenção e reparação mecânica de veículos automotoresCNAE 4543-9/00 Manutenção e reparação de motocicletas e motonetas
CidadeEmpresasCidadeEmpresas
SÃO PAULO          12.965SÃO PAULO           1.267
RIO DE JANEIRO             5.691RIO DE JANEIRO               556
BELO HORIZONTE             3.433FORTALEZA               539
BRASÍLIA             3.197BELO HORIZONTE               388
CURITIBA             2.381CAMPO GRANDE               284
FORTALEZA             2.127BRASÍLIA               257
PORTO ALEGRE             2.009CURITIBA               241
GOIÂNIA             1.879GOIÂNIA               236
SALVADOR             1.839SALVADOR               208
GUARULHOS             1.517BELÉM               189

 

A maioria das oficinas de reparação e manutenção de veículos automotores, exceto motocicletas, quase 90 mil,  está distribuída pelos estados da região Sudeste. São Paulo conta com 47.953, Minas Gerais, em segundo lugar, com 21.973, em terceiro o estado do Rio de Janeiro com 15.824, encerrando temos o Espírito Santo com outras 4.035 oficinas.

As cidades que se destacam são Fortaleza, Guarulhos e Belém, pois aparecem pouco quando falamos em empresas, mas no negócio da reparação de veículo têm grande expressão em suas regiões. A capital do Ceará é a sexta em oficinas para veículos automotores e a terceira em reparação de motocicletas.

O perfil majoritário das mais de 209 mil oficinas é o de empreendedor individual. Segundo o Empresômetro 67,5%, mais de 141 mil negócios estão enquadrados como MEI, as empresas maiores são poucas, mas com grande participação no mercado.

“O número total de empresas enquadradas por porte, muitas vezes em nada quer dizer quanto a fatia de mercado, é possível que somente aquelas 48 grande empresas representem mais quando falamos em faturamento e empregabilidade do que as demais, mas para isso precisamos ir mais fundo em nossas pesquisas e análise de dados”, diz Amaral.

CNAE 4520-0/01 Serviços de manutenção e reparação mecânica de veículos automotoresCNAE 4543-9/00 Manutenção e reparação de motocicletas e motonetas
PorteEmpresasPorteEmpresas
2 – Microempreendedor Individual            112.7382 – Microempreendedor Individual          28.994
4 – Pequena Empresa              64.5624 – Pequena Empresa            3.285
5 – Média Empresa                    1555 – Média Empresa                    2
3 – Microempresa                       633 – Microempresa                    1
1 – Não Classificada                       62
6 – Grande Empresa                       48

 

 

Com previsões para aumento de frota, novas tecnologias e facilidade de aquisição de conhecimento, o normal é esperar que sejam abertos novos negócios no ramo, mantendo a média nacional. Mas que fique claro, é uma atividade que, segundo Amaral, “é preciso um grande investimento inicial para começar o negócio, com um tempo maior para recuperação de parte desse valor, além da capacidade e qualificação, quase diária, para atender a diversidade encontrada na frota brasileira. O empresário do setor precisa mostrar um bom trabalho para não ficar para trás e não terminar como muitos que veem suas empresas não terem mais como se sustentar e precisam fechar as portas e voltar ao mercado como trabalhador, por mais promissor que seja essa fatia do mercado”, conclui Amaral.

 

SOBRE O EMPRESÔMETRO                                                                                                                                      

O Empresômetro é uma empresa que oferece soluções de mercado B2B para toda empresa que almeja crescer com inteligência. Oferta soluções que utilizam a mais alta tecnologia da informação, garantindo segurança na tomada de decisão de gestores de grandes empresas, como também proporciona conhecimento de mercado para pequenas e médias empresas através da ferramenta online, Empresômetro Listas.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (41) 2117-7300 ou pelo site www.empresometro.com.br.

Atendimento à imprensa – Descomplica Agência de Mídias

Janaína Fogaça – jana@agenciadescomplica.com.br

Ulisses Dalcól – ulisses@agenciadescomplica.com.br

Fone: 41 9 9692.4573 – 41 3030-4480

Facebook/Instagram: @agenciadescomplica

Website: www.vempradescomplica.com.br

Corte do seu orçamento hábitos que podem estar levando seu dinheiro embora

Corte do seu orçamento hábitos que podem estar levando seu dinheiro embora

IBPT aponta 10 hábitos que podem ser cortados para não comprometer a sua renda

Setembro, 2019 – É notório. Certos hábitos de consumo são armadilhas para quem pretende economizar. “São as compras no cartão de crédito, que vão virando uma bola de neve, a saidinha semanal com os amigos, depois do expediente… Esses e outros hábitos ajudam a sabotar o orçamento”, diz o presidente executivo do IBPT – Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação, João Eloi Olenike.

Recentemente, o IBPT lançou o aplicativo Citizen. “Nosso App funciona como um auxiliar do consumidor em seus hábitos de consumo. Ao cadastrar as notas fiscais de suas compras no aplicativo, o usuário fica sabendo quanto do valor pago foi abocanhado pelos tributos. Após seis meses de uso constante, registrando compras em supermercados, farmácias, lojas, postos de combustíveis e restaurantes, o aplicativo identifica a inflação pessoal do usuário”, conta Olenike.

Disponível nas plataformas Android e iOS, após baixar o aplicativo e fazer o cadastro inicial, o usuário faz a leitura do QR Code da Nota Fiscal ao Consumidor Eletrônica (NFC-e) ou do código de barras do DANFE da NFe (Nota Fiscal Eletrônica) de cada compra, podendo também lançar notas fiscais de meses anteriores. No Citizen é possível controlar os gastos por categoria, data, valor total, estabelecimento onde comprou e pesquisar a evolução do valor unitário de cada bem ou mercadoria.

IBPT identificou 10 hábitos que contribuem para que seu bolso fique vazio antes do mês terminar. São eles:

– Saidinha semanal com os amigos

Nada contra! Depois de uma semana estressante, você tem sim o direito de aproveitar com os amigos. Mas aproveitar contando os trocados não é diversão. Então, que tal trocar a saidinha semanal por uma saída por mês?

– Fuja dos congelados

Sim, essas refeições são uma “mão na roda”, mas você já parou pra pensar no que está embutido nesse custo? “Toda vez que compramos algo pré-cozido ou congelado, diferente do produto in natura, estamos pagando não só pelos ingredientes que compõem o prato, mas também pelo serviço da pessoa que nos promoveu tal comodidade”, afirma Olenike.

– Compras por impulso

Tá aí um dos maiores erros cometidos pela maioria das pessoas. As compras por impulso são responsáveis pela maioria dos arrependimentos dos consumidores, porque geralmente o item adquirido fica lá, num canto qualquer, e o dinheiro… Bem, esse já era.

– Empurrar as contas para o mês seguinte

Muitas vezes, você está com o dinheiro contadinho para as contas do mês e ainda tem uma “gordurinha” pra queimar, mas caiu em tentação e pensou: ‘Ah, mas essa conta de luz pode esperar para o mês que vem. Não vão me cortar a energia!’

A energia pode até não ser cortada, mas lembre-se, a próxima fatura virá com juros e se acumulará a do mês seguinte. Vale a pena?

– Parcelamento da fatura do cartão de crédito

É um looping infinito. “O pagamento mínimo e o parcelamento da fatura do cartão de crédito são dois hábitos que comprometem a renda do cidadão. Ao pagar o mínimo, aquele valor restante soma-se ao da fatura do mês seguinte e aos juros. No outro mês, você opta por parcelar, parcela essa que se acumula à próxima fatura, e sair desse buraco negro de dívida leva tempo, pois os juros do cartão de crédito são muito altos; torna-se um caminho sem volta”, revela Olenike.

– Assinatura de TV a cabo

Ok, sem radicalismos, mas você já parou pra pensar em quanto tempo você realmente passa dentro de casa? Sai cedo para o trabalho, muitas vezes emenda na faculdade à noite, e qual tempo sobra para assistir à programação da TV por assinatura? Atualmente, com a internet cada vez mais veloz, opções não faltam para assistir àquele filme ou programa que você gosta. Experimente!

– Telefonia celular

Se o seu celular é o seu melhor amigo de trabalho, a gente entende. Mas será que você está realmente consumindo pelo menos metade daquilo a que seu pacote dá direito? Verifique a possibilidade de substituir seu pacote por outro, ou quem sabe, trocar de operadora por uma que ofereça planos e vantagens melhores.

– Salão de beleza

Não precisa ser tão xiita, mas salão de beleza toda semana é para quem tem dinheiro sobrando, e não pra quem deseja economizar ou está com a grana curta. Considere investir em um bom creme e fazer a hidratação dos cabelos em casa, ou então, arrisque naquele esmalte lindo e faça as unhas você mesma! A internet está repleta de tutoriais que ensinam até mesmo as pessoas mais descoordenadas a fazerem as suas unhas.

– Almoçar fora todo dia

Essa é uma daquelas arapucas que a gente não consegue fugir. Os colegas de trabalho convidam e você não consegue negar o convite. E no final do mês, fica tentando “esticar” o dinheiro. Opte por levar a própria marmita para o trabalho. Por que não? Dessa forma, você evita os gastos extras, além de se alimentar de maneira saudável.

– Pare de colecionar

Se você é daquelas pessoas que possuem diversos itens iguais, várias peças de vestuário semelhantes no guarda-roupas, está na hora de fazer um dinheirinho extra com aquilo que não usa e, quem sabe, encontrar uma outra peça para chamar de sua em um brechó. Pense nisso!

Sobre o IBPT

O Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação – IBPT atua desde 1992 na área de inteligência tributária ao realizar pesquisas, estudos e análises para gerar conhecimento e esclarecer a população sobre o complexo sistema tributário brasileiro. Ao mesmo tempo, vem transmitindo informações e dando consultoria estratégica sobre carga tributária setorial, implementando sistemas de governança tributária e desenvolvendo ferramentas e métodos a fim de incrementar a lucratividade das empresas. Seus projetos sociotecnológicos tem ampla utilização, como o Impostômetro, De Olho No Imposto, Lupa Nas Compras Públicas E Empresômetro.

Mais informações podem ser obtidas pelo site: http://www.ibpt.org.br ou pelo telefone (41) 2117-7300.

Atendimento à imprensa – Descomplica Agência de Mídias

Janaína Fogaça – jana@agenciadescomplica.com.br

Ulisses Dalcól – ulisses@agenciadescomplica.com.br

Fone: 41 9 9692.4573 – 41 3030-4480

Facebook/Instagram: @agenciadescomplica

Website: www.vempradescomplica.com.br

Trabalho em altura: escolha bem a empresa para não esquentar a cabeça durante e depois da obra

Trabalho em altura: escolha bem a empresa para não esquentar a cabeça durante e depois da obra

Como a escolha da empresa por menor preço pode ser a pior solução quando se trata de obras complexas

Agosto de 2019 – Trabalhos em altura, como os de pintura e limpeza de prédios e fachadas, podem ser um desafio para quem executa o serviço e para quem o contrata. Escolher baseado somente no preço pode custar muito caro, pois hoje a responsabilidade por acidentes em obras também é do dono dela.

Existem várias empresas especializadas em executar esses serviços, mitigando riscos e garantindo que sejam mínimos os problemas durante a obra, é o que diz o engenheiro civil da Versátil Pinturas, Leopoldo Figura. Versátil Pinturas é uma empresa especializada em pinturas prediais e industriais, responsável por obras como a revitalização e pintura de um dos mais famosos cartões postais de Curitiba, o Museu Oscar Niemeyer e de famosos Shoppings Centers pela capital paranaense.  

“A contratação de serviço em altura, sem o devido conhecimento e supervisão, pode causar uma dor de cabeça muito grande aos donos de obras. São equipamentos de segurança e de execução da obra, treinamentos específicos e exames de saúde dos trabalhadores que são obrigatórios e que muitas vezes não são pedidos no momento da contratação”, afirma Figura.

O engenheiro destacou os requisitos mínimos de segurança previstos na legislação trabalhista, em especial na Norma Regulamentadora de número 35 do Ministério do Trabalho, que estabelece que trabalho em altura é todo aquele acima de 2 metros de altura do nível inferior e que exista risco de queda.

Outro ponto crucial durante a execução do serviço é a supervisão, que não pode ficar a cargo do dono da obra, síndico ou pessoa que não esteja capacitada para tal.

“O coordenador da obra é quem irá fiscalizar se todos os equipamentos e as medidas de segurança estão sendo tomadas, além de ser sua responsabilidade identificar potenciais riscos aos trabalhadores e a obra”, afirma o engenheiro.

O mercado da construção

Num país que conta com mais de 422 mil negócios formalizados no setor da construção civil, segundo dados do Empresômetro, buscar reduzir custos pode ser uma saída mais cara ao final da obra.

“O custo para quem contrata uma empresa especializada não é muito maior de quem contrata um trabalhador avulso para sua obra. Na Versátil, por exemplo, somos proprietários de nossos equipamentos e todos eles passam por perícia, custo que o dono da obra teria que arcar separadamente quando contrata um trabalhador avulso, além de não ter certeza da procedência e qualidade do equipamento”, revela Figura.

Focar em segurança e qualificação garante que o trabalhador se sinta valorizado, além de ter uma melhor colocação no mercado de trabalho.

“O trabalhador, tendo segurança naquilo que faz, na seriedade da empresa, executa melhor suas tarefas, garantindo um trabalho com mais qualidade e com redução drástica nos riscos de sua profissão”, garante o engenheiro.

Para o advogado Ulisses Dalcól, a escolha da empresa para serviços complexos, como os realizados em altura, é muito importante.

“Para o contratante é muito mais seguro ter o suporte de uma empresa especializada, que tenha experiência nesses serviços e que possa garantir a aplicação da legislação, pois já existem decisões que trazem o dever do dono da obra em indenizar o trabalhador quando este não observa as normas regulamentadoras, como a NR35, e as regras básicas de segurança”.

Nesse sentido a Versátil Pinturas está no ramo há 40 anos, contando com equipamentos de alta tecnologia, treinamentos frequentes e parceiros de renome no setor da construção civil.

Sobre a Versátil Pinturas

A Versátil Pinturas, presente no mercado paranaense desde 1975, é uma
das empresas líderes no segmento de pinturas em geral. A Versátil atua nos segmentos
comércio, indústria e residencial com finíssimo acabamento. A empresa executa serviços de pintura em residências, condomínios, shoppings, indústrias
e outros.

Mais informações podem ser obtidas pelo site: http://versatilpinturas.com.br/ ou pelo telefone (41) 3077-9144

Atendimento à imprensa – Descomplica Comunicação Inteligente

Janaína Fogaça – jana@agenciadescomplica.com.br

Ulisses Dalcól – ulisses@agenciadescomplica.com.br

Fone: 41 9 9692.4573 – 41 3030-4480

Facebook/Instagram: @agenciadescomplica

Website: www.vempradescomplica.com.br

Curitiba sedia o maior festival de batata frita do mundo

Serão oito horas de consumo livre de batatas fritas e espetinhos gourmet

Agosto, 2019 – Os fãs de batata frita não podem perder a terceira edição do Open Freetas®, o maior festival de batata fritas do Brasil. Nessa edição, a iguaria vem acompanhada de espetinhos gourmet. De acordo com o idealizador do evento, Igor Bueno, são esperadas mais de 1500 pessoas e durante oito horas serão ofertadas três toneladas de batatas e uma tonelada de carne.

“Essa é a terceira edição de um evento que foi sucesso em suas edições anteriores. A repercussão foi tão grande, que pessoas de mais de 30 países entraram em contato conosco, provando que batata frita é uma paixão mundial”, afirma Bueno.

Open Freetas® conta ainda com estrutura exclusiva para crianças, ofertando espaço kids, para que os pais fiquem despreocupados e possam curtir o festival enquanto as crianças brincam acompanhadas por monitores altamente treinados, além de participarem de um workshop culinário infantil.

Também durante a programação, acontece a 1ª Edição do Freetas® Comedy Cup.

“Durante seis horas, humoristas se revezam no palco, levando aos participantes do Freetas® um verdadeiro show de stand up comedy. É uma chance que estamos dando para que novos humoristas sejam revelados e despontem nacionalmente. Os cinco melhores humoristas, de acordo com a escolha do público, recebem premiação ao final do evento e podem ser contratados para os próximos eventos que iremos promover”, declara Bueno.

Open Freetas® acontece no próximo dia 15 de setembro, domingo, a partir do meio-dia, no Clube Três Marias – Av. Três Marias, 274 – São Braz. Os ingressos podem ser adquiridos pelo site https://tinyurl.com/openfreetaseespetinho ou no dia e local do evento.

Atendimento à imprensa – Descomplica Agência de Mídias

Janaína Fogaça – jana@agenciadescomplica.com.br

Ulisses Dalcól – ulisses@agenciadescomplica.com.br

Fone: 41 9 9692.4573 – 41 3030-4480

Facebook/Instagram: @agenciadescomplica

Website: www.vempradescomplica.com.br